sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

9° Capitulo

Por: Lívia Stramare

Correu para ele, que sorriu ao ver as orquídeas brancas em seus cabelos.
— Estive me perguntando qual a flor que escolheria — disse ele.
— Foi difícil, mas Miley auxiliou-me. Tem sido muito atenciosa, cuidando de mim.
— Fico satisfeito — disse sir Nick, inclinando a cabeça para a empregada, que lhe fez uma reverência, ao saírem do quarto.
— Há alguém que eu deva cumprimentar de um modo diferente? — perguntou Demi enquanto desciam a escadaria.
— O que quer dizer com isso?
— Sei que se faz uma reverência para a realeza. Quando um cardeal ia ao convento, nós fazíamos uma genuflexão e beijávamos seu anel.
— Prometo-lhe que esta noite não haverá nenhum cardeal aqui — observou seu tio, sorrindo.
— Caso eu conheça um príncipe real, mais do que nunca terei a impressão de estar vivendo um conto de fadas — disse ela.
— Espere até ver o duque!
Ao entrarem no salão azul, sir Nick sentiu uma agitação entre as pessoas que ali se encontravam. Com a maestria de um empresário teatral, esperara deliberadamente para descer com Demi, até julgar que a maioria dos convidados já se encontrava reunida. Não sabia ao certo o que pensariam de sua aparência um tanto diferente. Seu vestido o surpreendera.
Ao mesmo tempo e com sua experiência, reconhecera nele uma linha harmoniosa, que nem o próprio Worth poderia aperfeiçoar. O corpo drapeado, a cintura marcada pela faixa larga, a saia caindo em pregas sobre seus quadris delicados formavam uma moldura perfeita para seu rosto suave e a brancura translúcida de sua pele.
Foi com um ligeiro sorriso de triunfo que sir Nick dirigiu-se para seu anfitrião. Sentia todos os olhares fixos em Demetria. As mulheres, que ignoravam a aposta, apenas se interessavam por ela porque era sua sobrinha.
Pedira ao duque para que não desse mais atenção a Demi do que habitualmente teria dado a uma recém-chegada.
— Se a tratar com mais atenção — dissera sir Nick —, as mulheres passarão a hostilizá-la.
— Fique tranqüilo, tentarei evitar-lhe os obstáculos desse gênero — observou o duque.
— Neste caso, não estou preocupado comigo, mas com Demietria Selena já insistiu para que eu descubra um parente qualquer que nos livre dela. E falando com franqueza, a permanência dela em Mere decidirá qual deles. Acontece que a escolha não é grande.
— Jamais teria imaginado que você precisasse de alguma coisa. Muito menos de parentes! — caçoou o duque.
— Tenho uma quantidade deles. Mas, ou são velhos demais, arruinados, ou demasiadamente egoístas para cuidarem de uma adolescente.
— A última objeção poderia aplicar-se a vocês — disse o duque. — Para ser franco, acho que Selena é uma egoísta por não querer dar uma oportunidade a Demetria.
— Foi exatamente isso que eu lhe disse. Pensei que poderíamos ficar com ela durante algum tempo, e tentarmos arranjar-lhe um marido. Mas Selena recusou-se categoricamente.
Pelo tom de voz de sir Nick, o duque compreendeu que aquilo fora o pomo da discórdia entre eles.
“É uma pena”, pensou intimamente, “que Nick não tenha filhos.” Era o tipo de homem que gostaria de ter um em Eton, que seguiria seus passos ingressando na Guarda Real. Lembrou-se então de que as pessoas poderiam pensar o mesmo a seu respeito, e mudou de assunto.
— Esperemos que sua sobrinha não tome gosto ao champanha e caviar… Deve se habituar mais ao chá com roscas, ou qualquer outra coisa que seus parentes possam oferecer-lhe.
— É exatamente isso que acontecerá… chá com roscas. Sem dúvida iguarias perfeitas nas reuniões de igreja.
Assim falando, lembrou-se de que a residência do pastor fora o lar de Demi. Portanto, só poderia esperar que ela se tornasse uma jovem dedicada às “boas obras”. Lembrou-se também do irmão, que além de ser um altruísta era muito inteligente. Achou difícil recordar-se de como era sua cunhada. Ele a vira poucas vezes. Tinha um rosto meigo e bonito. No dia de seu enterro, todos lhe disseram emocionados o quanto ela lhes faria falta.
Voltando à realidade, lembrou-se de Demi, que, pelo menos, era muito diferente do que todos tinham imaginado, até ele mesmo. Aproximando-se dela, levou-a até o duque, dizendo:
— Primeiro, devo apresentar-lhe nosso anfitrião, que teve a gentileza de convidá-la para esta reunião. Joseph, esta é minha sobrinha, Demetria… O duque de Windlemere!
Talvez porque parecesse tão imponente quanto imaginara que devia ser, ela fez uma pequena reverência. Era assim que as meninas costumavam cumprimentar a madre superiora na escola.
Ao vê-lo estender-lhe a mão, ela disse:
— Obrigada por ter-me recebido aqui. É a casa mais maravilhosa e a mais suntuosa com a qual sonhei, mas nunca esperei conhecer uma igual.
— Sinto-me satisfeito ao saber que Mere participou de seus sonhos.
— E ela dirá em seguida que você também constava deles — atalhou uma voz de mulher.
Fora Ashley Hellingford quem falara, e sir Nick interveio:
— Ashley, esta é minha sobrinha, Demetria. Acaba de chegar de Roma, onde esteve num colégio. — Virou-se para Demi: — Não preciso dizer-lhe que a condessa Hellingford é considerada uma das mulheres mais lindas da Inglaterra.
— Isso é o que Joseph deveria ter dito… e não você! — replicou Ashley, antes que Demetria pudesse falar.
Havia algo de fantástico em seu vestido verde decotado demais, no imenso colar de esmeraldas e na tiara das mesmas pedras, que brilhava em sua cabeça.
Por ser muito alta, destacava-se ao lado de Demi. Contudo, sir Nick afastou-se com a sobrinha, para apresentá-la aos outros convidados.
Demi, sensível, tinha a impressão de que cada homem com quem falava estivesse participando de alguma brincadeira secreta com seu tio. Não podia explicar o que era. Sentia, mais do que ouvia, tratar-se de algo relacionado com o que diziam e o modo como a olhavam. Pareciam aprovar alguma coisa que ele fizera.
O jantar foi anunciado.

******************

Aii aiii espero que tenham gostado.

1 coment apenas.

Heloisa: fofa essa história não é minha! *-* è de uma escritora fantastica chamada Barbara Cartland. Sou grande fã dela, e acho que ela merecia mais reconhecimento alem de decadas atrás. então estou repassando a história dela com personagens modificados. Mais a obra é dela flor, viu flor. Bom eu tbm to curiosa, só acompanhando a historia.

Bom, será que Demi consiguirá passar nesse "teste"?
E Ashley irá fazer algo, alem das provocações?

HAha.

Beijins de estrelas.

Amhu vocês.
Ass:Lívia.

2 pensamentos:

Heloisa_jemi.Nelena on 25 de fevereiro de 2011 19:27 disse...

que bom que ser apresentada a algun dia se for possivel e mto boa a historia ela escreveu algun livro ?
bem de qualquer forma amo seu blog a historia sendo sua ou não
bjosssssss

monalisa on 25 de fevereiro de 2011 20:01 disse...

posta posta posta 11!
tah perfeitoo !!
bjsssssssss

 

Meu primeiro e único amor. Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting