terça-feira, 10 de julho de 2012

— Caio Fernando Abreu.

Por: Lívia Stramare
Tantos amigos. Tantos lugares. Tantas frases e livros e sentidos. Tantas pessoas novas. Indo. Vindo. Tenho só um mundo pela frente. E olhe pra ele. Olhe o mundo! É tão pequeno diante de tudo o que sinto. Sofrer dói. Dói e não é pouco. Mas faz um bem danado depois que passa. Mas agora, com sua licença. Não dá mais para ocupar o mesmo espaço. Meu tempo não se mede em relógios. E a vida lá fora, me chama.

0 pensamentos:

 

Meu primeiro e único amor. Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting